Enfermagem

Curso Graduação Bacharelado Enfermagem

Autorização de curso – Portaria 280 de 19/12/2012 – Messejana
Autorização de curso – Portaria 119 de 15/3/2013 – Antônio Bezerra
Autorização de curso – Portaria 539 de 21/7/2015 – Pecém

Turno: Matutino/Noturno | Grau: Bacharelado | Duração: 5 (cinco) anos | Unidades de oferta: Messejana, Antônio Bezerra e Pecém

Coordenação:
Profa. ELIZIAN BRAGA RODRIGUES BERNARDO

Coordenação Adjunta:
Profa. TICYANE SOARES BARROS

Perfil da Coordenação
MissãoObjetivosPerfil do EgressoHabilidadesGrade CurricularCorpo Docente

Formar profissionais competentes e atualizados, nos vários campos de conhecimento da Enfermagem, com base nas inovações científicas e tecnológicas nacionais e internacionais, valorizando os princípios humanistas e éticos na busca da cidadania plena e universal.

Objetivo Geral

Formar Profissionais de Enfermagem competentes, críticos e comprometidos com o projeto ético-político da profissão, capacitados de maneira generalista no cuidado e as suas dimensões (gerenciamento, pesquisa e atendimento a comunidade), através do processo de aprendizagem constante nas diversas áreas do saber e a assimilação de valores éticos para uma participação crítica e construtiva destes profissionais como cidadãos.

Objetivos Específicos

– Formar profissionais com habilidades teórico metodológicas, técnico-operativas e ético políticas comprometidos com os valores e princípios norteadores da profissão.
– Desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo nas instâncias do sistema de saúde.
– Fundamentar a capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas eficazes que priorizam custo/benefício.
– Capacitar o egresso a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade.
– Habilitar profissionais de enfermagem a fazer o gerenciamento e a administração da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e da informação, da mesma forma que deve estar apto a ser gestor, empregador e líder nas equipes de saúde.
– Capacitar o aprendizado contínuo, tanto na formação, quanto na prática profissional.
– Formar profissionais capazes de elaborar, implementar, executar e avaliar políticas sociais públicas, empresariais, de organização da Sociedade Civil e da área da saúde.
– Estimular a atitude investigativa como princípio, de modo a apreender, demonstrar e intervir junto aos fenômenos da realidade Social.
– Instrumentalizar o acadêmico para o desenvolvimento de habilidades e competências necessárias ao exercício profissional através da articulação entre ensino, pesquisa e extensão.
– Estimular o aperfeiçoamento profissional através de capacitação continuada.
– Concorrer para o desenvolvimento do exercício da cidadania e do processo de democratização da sociedade brasileira.
– Contribuir para o desenvolvimento da região de inserção, mediante políticas de inclusão social e de atendimento à saúde.

Em consonância com as Diretrizes Curriculares, o curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade Ateneu visa a formar um enfermeiro generalista, humanista, crítico, reflexivo e investigativo, com competência técnico-científica, ético-política, social e educativa, consciente de sua importância no processo de construção de uma sociedade democrática, justa e igualitária. Este profissional deverá estar capacitado para:
– Compreender o ser humano como ente holístico;
– Desenvolver atividades profissionais com eficácia junto ao indivíduo, família e grupos sociais, observando as especificidades locais,regionais e nacionais de saúde;
– Considerar a ciência e arte do cuidar como instrumento de interpretação e de intervenção profissional;
– Construir novas relações no processo de trabalho e no contexto social, favorecendo a resolutividade das ações de enfermagem e de saúde;
– Compreender de modo crítico e reflexivo a política de saúde, no contexto das políticas sociais e os perfis epidemiológicos das populações;
– Responsabilizar-se, como membro da equipe multidisciplinar,coordenando a equipe de enfermagem, e agindo como sujeito do processo de formação dos profissionais da enfermagem e afins, voltados para a humanização e qualificação da assistência.

Para alcançar o perfil profissional desejado, a Faculdade Ateneu – FATE, pretende desenvolver no educando competências e habilidades essenciais para o desenvolvimento das ações do enfermeiro nos seus diferentes âmbitos de atuação, com capacidade para:

– Reconhecer contextos, através da identificação de demandas,intervindo com o desenvolvimento de ações de prevenção, promoção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo;
– Avaliar os resultados das ações realizadas, interpretar a aplicação das técnicas de enfermagem dentro dos padrões de qualidade e dos princípios da ética e bioética;
– Utilizar o raciocínio lógico, de argumentação, de persuasão e de reflexão crítica, no julgamento e tomada de decisões;
– Dialogar, atribuir significados, conciliar e intervir na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral;
– Trabalhar em grupo e com profissionais de todas as áreas do conhecimento;
– Estar apto ao trabalho em equipe multiprofissional, assumindo posições de liderança, envolvendo compromisso, responsabilidade,empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento, de forma efetiva e eficaz, tendo sempre em vista o bem-estar da comunidade;
– Utilizar as novas tecnologias para o pleno exercício profissional, na busca de dados e informações úteis às suas atividades profissionais;
– Participar de pesquisas, divulgando seus resultados e produzindo conhecimentos que sustentem e aprimorem a prática da enfermagem;
– Gerenciar e assessorar órgãos, empresas e instituições na elaboração e implementação de projetos e políticas de saúde.

O egresso do Curso de Enfermagem da Faculdade Ateneu estará, assim, apto a:
– Entender o ser humano como um todo físico, mental e social e aplicar as ações de saúde em seus níveis primário, secundário e terciário;
– Ter uma visão pluralista da Enfermagem, compreendendo-a como um fenômeno social e processo ético e não apenas como um conjunto de técnicas que podem ser postas em discussão;
– Ter a capacidade de assumir uma postura crítica frente à Enfermagem, para adequá-la às situações social, política e econômica vigentes;
– Desenvolver estratégias teóricas e metodológicas que permitam a superação dos limites da prática da Enfermagem, questionando e tendo uma visão crítica da realidade e compreendendo os fatos sociais em constante mutação;
– Repensar as relações entre a Enfermagem e o exercício da cidadania, discutindo e articulando-as enquanto instrumentos de construção de uma sociedade justa, equilibrada e harmônica, concebendo a qualidade de vida como direito de todos; estabelecer um relacionamento pleno de compreensão e solidariedade entre paciente/profissional e seus familiares e tendo presentes os valores da educação para a saúde;
– Entender a realidade da saúde local e sua conexão com a realidade brasileira, nos aspectos políticos, sócio-econômicos e assistenciais;
– Responder às especificidades regionais de saúde, através de intervenções planejadas estrategicamente nos níveis da promoção, prevenção e reabilitação à saúde, dando atenção integral à saúde dos indivíduos, dos familiares e da comunidade.

Atenção à saúde: os profissionais de saúde, dentro de seu âmbito profissional, devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo.

Cada profissional deve assegurar que sua prática seja realizada de forma integrada e continua com as demais instâncias do sistema de saúde. Os profissionais devem realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética, tendo em conta que a responsabilidade da atenção à saúde não se encerra com o ato técnico, mas sim, com a resolução do problema de saúde, tanto a nível individual como coletivo;

Tomada de decisões: o trabalho dos profissionais de saúde deve estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado, eficácia e custo-efetividade, da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas. Para este fim, os mesmos devem possuir habilidades para avaliar, sistematizar e decidir a conduta mais apropriada;

Comunicação: os profissionais de saúde devem ser acessíveis e devem manter a confidencialidade das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral. A comunicação envolve comunicação verbal, não verbal e habilidades de escrita e leitura; o domínio de, pelo menos, uma língua estrangeira e de tecnologias de comunicação e informação;

Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais de saúde deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade. A liderança envolve compromisso, responsabilidade, empatia, habilidade para tomada de decisões, comunicação e gerenciamento de forma efetiva e eficaz;

Administração e gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a fazer o gerenciamento e administração tanto da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem gestores, empregadores ou lideranças na equipe de saúde;

Educação permanente: os profissionais devem ser capazes deaprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática.Desta forma, os profissionais de saúde devem aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a educação e o treinamento/estágios das futuras gerações de profissionais, não apenas transmitindo conhecimentos, mas proporcionando condições para que haja beneficio mútuo entre os futuros profissionais e os profissionais dos serviços.

– Anatomia Humana
– Anatomia Aplicada
– Atividades Complementares I
– Atividades Complementares II
– Atividades Complementares III
– Atividades Complementares IV
– Atividades Complementares V
– Atividades Complementares VI
– Bioestatística
– Biofísica
– Bioquímica
– Citologia e Embriologia
– Comunicação Oficial
– Didática Geral
– Disciplina Optativa
– Enfermagem Cirúrgica
– Enfermagem em Doenças Transmissíveis
– Enfermagem em Saúde Mental
– Epidemiologia
– Estágio Curricular Supervisionado I
– Estágio Supervisionado II
– Ética e Exercício Profissional
– Farmacologia
– Fisiologia
– Fisiologia Aplicada
– Fundamentos de Psicologia
– Fundamentos em Processos de Cuidar em Enfermagem
– Genética Humana
– Gestão de Enfermagem em Unidades de Saúde
-Histologia
– História e Introdução à Enfermagem
– Informática Aplicada
– Metodologia da Pesquisa
– Microbiologia e Imunologia
– Nutrição Aplicada à Enfermagem
– Parasitologia
– Patologia Geral
– Processo de Cuidar na Saúde da Mulher e do Recém nascido
– Processo de Cuidar na Saúde da Criança e do Adolescente
– Processo de Cuidar na Saúde do Adulto e do Idoso
– Projeto Interdisciplinar I
– Projeto Interdisciplinar II
– Projeto Interdisciplinar III
– Projeto Interdisciplinar IV
– Projeto Interdisciplinar V
– Projeto Interdisciplinar VI
– Saúde Coletiva
– Saúde, Sociedade e Ambiente
– Semiologia e Semiotécnica da Enfermagem
– Sociologia e Antropologia Filosófica
– Tópicos Avançados em Enfermagem
– Trabalho de Conclusão de Curso I
– Trabalho de Conclusão de Curso II

* DISCIPLINAS OPTATIVAS

– Análise de Conjunturas Social, Política, Cultural e Econômica
– LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais
– Oncologia
– Processo de Cuidar ao Paciente Crítico
– Processo de Cuidar na Saúde do Trabalhador

Distribuição de Carga Horária

Disciplinas Carga Horária Créditos
Estágio Curricular Supervisionado 920 H/A 46
Atividades Cmplementares 120 H/A 6
Demais Disciplinas 3.340 H/A 167
Total 4.380 H/A 219 créditos

Em Breve.

Inscreva-se